Wojciech Szczęsny

Natural de Varsóvia, Wojciech iniciou sua carreira time que carrega o mesmo nome da sua cidade natal, o Legia Varsóvia em 2004 aos quatorze anos de idade. Com o destaque obtido ainda nos juniores do time polaco, em 2006 surge a oportunidade de se transferir para o futebol inglês selando acordo com o Arsenal.

Não demora muito para que Szczęsny comece a ganhar espaço também no time londrino e então no dia 22 de setembro de 2009 debuta com os gunners pela Copa da Liga Inglesa, diante do West Bromwich sem sofrer gols. Já no dia 13 de dezembro do mesmo ano estréia também pela Premier na derrota por 1 a 0 fora de casa para o Manchester United.

Pela Liga dos Campeões da Europa seu primeiro jogo acontece no dia 16 de fevereiro de 2011 em que o Arsenal vence o Barcellona por 2 a 1 em casa, no jogo de idade pelas oitavas de final da competição. No jogo de retorno, quando a partida ainda estava 0 a 0, é obrigado a deixar o campo depois de uma lesão no pulso depois de contraste com Dani Alves: a partida terminaria com a derrota por 3 a 1 para o time espanhol e o Arsenal eliminado da competição.

Sua performance o ajuda a conquistar a titularidade no time deixando para traz as concorrências de Łukasz Fabiański e Emiliano Viviano e também a ganhar notoriedade no futebol europeu, tanto que em 2015 a Roma chega a um acordo com o Arsenal para trazer o goleiro polonês a título de empréstimo na ordem de dez milhões de euros.

Estréia na Serie A com a camisa giallorossa no dia 22 de agosto de 2015 em um empate com o Verona por 1 a 1. Com sua eficiente prestação na primeira temporada, com 34 jogos e 34 gols sofridos, a Roma prorroga o contrato de Wojciech para mais uma temporada ao custo de outros sete milhões de euros. Mesmo se na sua segunda temporada com a Roma mantém uma marca excepcional com 38 jogos e 38 gols sofridos, mantendo seu gol inviolado por 14 vezes (recorde naquele 2016/17), sendo considerado um dos melhores goleiros da Serie A, o então técnico Luciano Spalletti decide confiar a meta romanista a outro talento emergente, o brasileiro Alisson Becker.

Ao final do empréstimo Szczęsny retorna para Londres, mas não por muito tempo, pois a Juventus decide ficar com o talento polaco, primeiramente se tornando o reserva do time de Turim, para depois da saída de Buffon se tornar o titular absoluto.

B I O S
avatar

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM

uCoz