P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XIV
ROMA
CULT
ULTRAS
2018/19
TOTTI
BLOG
News Duplo Schick, Roma nas quartas (27)Encontramos nossa identidade (Di Francesco) (46)Roma vence o Parma com gols de Cristante e Under (50)Schick acorda, Roma recomeça, Sassuolo jamais no jogo (45)Juventus vence a Roma e é campeã de inverno (46)Schick impalpável (45)A equipe vivia os medos das partidas anteriores (Di Francesco) (61)Juventus vence com Mandzukiv (53)Não existe espaço para quem não se empenha (Pallotta) (44)Entella? Imagine o Porto... (Baldissoni) (56)
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Fellas Brasil
P R Últimos Tópicos
Boteco Giallorosso
Nainggolan
Ei?
LENDAS DO PR
Kovacic
P R Blog
P R Tirinhas
P R Portaland
P R Store
P R Sondagem
Porque a Roma não evolui
Total de enquetes: 6
Roma: Corrupção envolvendo a obra do novo estádio da Roma
Postado por: lupulus 13/06/2018 às 13:14

Dezesseis os investigados, dos quais 6 presos e 3 em regime domiciliar, dois integrantes importantes da administração da síndica de Roma Virginia Raggi co-envolvidos, um ex-assessor da Junta regional de Zingaretti, um sistema de corrupção encabeçado pelo construtor romano Luca Parnasi para facilitar o avanço do dossier da Roma em Tor di Valle. Isto, em síntese, o êxito da investigação “Renascimento”, coordenada pelo procurador Paolo Ielo e sua substituta Barbara Zuin conduzida pela polícia sob comando do coronel D’Aloia. Investigação expedida a bastante tempo sob os negócios da construtora Scarpellini, em seguida nas manobras de Marra, e finalmente direcionada sobre o grupo Parnasi.

AS MEDIDAS - O terremoto sacode Roma e a Roma as primeiras luzes do amanhecer, quando são expedidas ordens de prisão por medida cautelar. Ao grupo Parnasi, a começar pelo construtor que seria o chefe dessa organização, foram atribuídas antes de mais nada hipóteses de formação de quadrilha. Decisivas as interceptações ambientais recolhidas nos escritórios do grupo do construtor. As medidas cautelares os indiciados - diz o procurador Ielo - “é a parte mais forte desse sistema de corrupção”. Tudo obviamente, gira em torno do percurso burocrático que segue a construção do estádio em Tor di Valle. Aos interlocutores públicos foi solicitado uma intervenção em troca de dinheiro, facilitações e regalias para parentes. Nenhum integrante da AS Roma foi interrogado, mesmo se o presidente James Pallotta poderia ser chamado para fornecer alguns esclarecimentos.

CO-ENVOLVIDOS - Presos em regime domiciliar três nomes fortes da política romana e da região Lazio: o ex-assessor da Urbanistica Michele Civita (PD), no qual seria garantida regalias a favor do filho. O vice presidente do Conselho regional Adriano Palozzi (FI), no qual teria sido pagos faturas por prestações de serviços inexistentes no valor de 25 mil euros. O ex-consulente da Comune Luca Lanzalone, hoje presidente da ACEA, área 5 estrelas, que teria obtido encargos por seu estudo legal no valor de cem mil euros. O co-envolvimento de Lanzalone, que foi chamado no ano passado para desenrolar o dossier estádio e achar um acordo entre Campioglio e proponentes, abalou a Junta Raggi. Co-envolvidos inclusive o chefe de divisão M5S no Campidoglio, Paolo Ferrara, que teria obtido ajuda sobre outra obra em Ostia. E acabou no registro dos investigados também o conselheiro comunal da coligação partidária Forza Itália, Davide Bordoni.

E AGORA? - Tangente de dinheiro, promessas de cargos, avaliações com propinas: esses os métodos de corrupção emersos pelas investigações. “Uma corrupção sistemática, que surgiu em uma crescente - relembram os magistrados -, mas com pagamentos em determinados momentos de forma abrangente”. Efetivamente, um colaborador do grupo Parnasi, por algum tempo consultor do Milan para certificar uma área para o novo estádio, aprovou na administração de Milão o modelo corruptível, contatando um assessor que o re expediu ao emissor. O que acontecerá agora ao dossier estádio? Não é de competência de quem conduziu as investigações, mas o projeto será suspenso pela administração de Roma com um procedimento de auto-tutela. Suspenso, e não se sabe a que ponto reiniciará.

Fonte: Gazzetta dello Sport
P R Avalie
Portale Romanista Brasil © 2004