P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XV
FELLAS
FORUM
BLOG
TOTTI
RESENHAS
TIRINHAS
News Quem é Dan Friedkin?A Roma é de FriedkinDzeko alcança Volk e Roma a fase de grupos da UEL3 nomes para o pós PetrarchiZaniolo não é um caso e Dzeko não está descontenteZaniolo, do golaço ao abraço em ManciniMenos burocracia, mais agilidade para o Stadio della RomaCeres pede desculpa para Roma e Bruno PeresTítulo e gol sobre a Lazio, o pé de coelho de Totti
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Forum
Botéko Giallorosso
Venda da Roma
SEVILLA 2-0 ROMA
JUVENTUS 1-3 ROMA
TORINO 2-3 ROMA
Pretenções
ROMA 2-1 FIORENTINA
Salários
SPAL 1-6 ROMA
P R Blog
P R Tirinhas
Champions: de Madrid ao Real, na emergência que surge os talentos
26/11/2018 às 18:47

Nicolò Zaniolo, eis que novamente o Real. E como esquecer aquela noite no Bernabeu, ainda existia o 4-3-3 e ele experimentava a embriaguez de fazer a meia ala. Em Madrid, a primeira como titular da Roma. Zaniolo foi escalado para dar um “sinal” a algum companheiro malcriado que não treinava bem. Amanhã toca mais uma vez a ele, visto a lesão (ontem a suspeita de de uma lesão pela ecografia, hoje toca a ressonância) de Pellegrini e a ausência de Pastore. Amanhã a noite Nicolò, novamente contra o Real, será mais uma vez titular não para dar sinais mas por necessidade. Por emergência. Sobre os três quartos do campo não tem mais ninguém, se não Coric, no gramado apenas por dezenove minutos contra a Spal e só. Out também para De Rossi, que pelo menos poderia ser colocado no meio com Nzonzi, movendo Cristante para frente. A alternativa, (excluindo Zaniolo) que convence menos Di Francesco: Florenzi no meio campo, e então o retorno do 4-3-3. Próximo a recuperação Manolas e muito provavelmente Olsen, pelo menos alguma boa notícia nessa tempestade.

DE OLSEN - Será/seria - para Nicolò a segunda como titular na Champions, enquanto no campeonato parou em uma, aquela contra a Fiorentina no Franchi. Zaniolo o vimos pouco, mas um pouco todos decidiram que se trata de um grande jogador. Belos pés, grande físico, ainda, é um classe 99, como Kluivert. Amanhã Di Francesco não terá muitas alternativas para refletir, então. Existe Zaniolo e pouco mais. No Olímpico, titular pela primeira vez diante do publico de Roma, numeroso e um pouco nervoso com o que o time vem fazendo no campeonato.

CONFIANÇA - “Di Francesco é um grande treinador. Me ajuda muito, frequentemente me dá muitos conselhos, agora toca a mim ser bravo para compensar a confiança que está me dando”. Este Zaniolo pensa e diz de Eusebio Di Francesco, mas não sabemos quanto tempo durará essa confiança nele, visto que agora o técnico combate consigo mesmo para continuar no banco. E o futuro sempre na reta para o técnico, os ares não são bons: porque agora Di Francesco erra se faz jogar os jovens e erra se não; erra se muda o modulo ou se não. Quando se chega a essa situação, os jogadores, principalmente os jovens, não sabem no que acreditar e aquela confiança na qual fala Zaniolo se dilui. A Roma hoje é uma equipe vazia de motivações, não funcionam os velhos (e decisivos no passado), os novos perderam o rumo, jovens e não. O técnico também demonstra o seu. Por tantos motivos: porque sobre o palco se pode recolher o dinheiro, porque certas partidas lhe fazem sentir grande e porque em uma noite se acaba na atenção do mundo. Eis o porque, do Zaniolo da vez, se espera um pouco de brio. Que então bastasse aquele…

Fonte: Alessandro Angeloni (Il Messaggero)
P R Avalie

Portale Romanista Brasil © 2004
uCoz