P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XV
FELLAS
FORUM
BLOG
TOTTI
RESENHAS
TIRINHAS
News Quem é Dan Friedkin?A Roma é de FriedkinDzeko alcança Volk e Roma a fase de grupos da UEL3 nomes para o pós PetrarchiZaniolo não é um caso e Dzeko não está descontenteZaniolo, do golaço ao abraço em ManciniMenos burocracia, mais agilidade para o Stadio della RomaCeres pede desculpa para Roma e Bruno PeresTítulo e gol sobre a Lazio, o pé de coelho de Totti
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Forum
Botéko Giallorosso
Venda da Roma
SEVILLA 2-0 ROMA
JUVENTUS 1-3 ROMA
TORINO 2-3 ROMA
Pretenções
ROMA 2-1 FIORENTINA
Salários
SPAL 1-6 ROMA
P R Blog
P R Tirinhas
Serie A: Missiroli e o Var param Di Francesco
30/12/2017 às 13:40

ROMA - Não existe reação para a Roma depois da derrota contra a Juventus. No Olímpico  1 a 1 com o Sassuolo na última rodada do campeonato: Pellegrini  coloca o time de Di Francesco na frente, depois Missirolli no segundo tempo gela a torcida romanista. A decepção de De Rossi e companheiros aumenta pelos dois gols anulados pela intervenção do Var, um de Dzeko e outro de Florenzi, gols que entretanto foram invalidados corretamente. Episódios a parte, a equipe confirma o seu grande limite, a dificuldade no setor de ataque. Para Schick, que começou como titular, apenas cinquenta minutos e algumas idéias. Agora a distancia da liderança é de nove pontos.

SCHICK DENTRO - Di Francesco confirma as intenções da véspera e escala a Roma com o tridente ultra ofensivo: Perotti na esquerda, Schick a direita, Dzeko como central. No meio campo descansa Strootman, titular Lorenzo Pellegrini. No Sassuolo não consegue Berardi substituído por Ragusa. As três vitórias consecutivas deram animo a equipe treinada por Iachini e é visível. Nos primeiros dez minutos Politano chega em duas ocasiões a arrematar para o gol: Alisson defende a primeira tentativa, central, e rebate em mergulho a segunda.

A LEI DO EX - Muito pouco para se dizer da primeira meia hora da Roma. Quando ataca, a equipe de Di Francesco não consegue mudar o passo e também sobre as bolas paradas não é eficaz: cobra cinco escanteios sem concluir nenhum no gol. Justo na porção de campo mais próxima na tribuna Monte Mario nasce a ação de vantagem que vem depois de 31 minutos. Bola de Perotti na área, Schick não controla e favorece Dzeko que alarga para Pellegrini completamente livre: na conclusão de esquerda do meio campista Consigli não pode fazer nada. Na primeira desatenção do Sassuolo, a Roma marca. Di Francesco não pode comemorar muito porque no final do primeiro tempo é obrigado a substituir Manolas, lesionado, por Juan Jesus.

FORA SCHICK - Na abertura do segundo tempo, o treinador da Roma gasta sua segunda mudança: sai Schick, apagado, entretanto aplaudido no Olímpico, e entra El Shaarawy. Justo o faraó tem uma grande chance de ampliar aos 65’: Kolarov escapa na esquerda, entra dentro da área e serve o atacante recém entrado que chuta de esquerda; Consigli salva com os pés. Outra vez Roma sete minutos depois: Dzeko acha o gol com um arremate de esquerda potente, mas Orsato anula devido impedimento confirmado pelo Var a cargo de Fabbri.

MISSIROLI E O VAR GELAM O OLÍMPICO - A Roma não liquida e o Sassuolo encontra o empate a doze minutos do final da partida. Pelos cobra escanteio da esquerda, Missiroli vem de trás e salta mais alto que Juan Jesus atrasado na jogada: sua cabeçada para esquerda do gol  é indefensável para Alisson. A equipe de Di Francesco reage, corre atrás dos três pontos e marca com Florenzi, mas outra vez o Var decide anular: a posição o meia é regular, mas Cengiz Ünder que participa da jogada obstruindo Missiroli comete a infração. Não existe mais tempo para a Roma, e o jogo termina 1 a 1: o final de 2017 é de se esquecer, Di Francesco espera que 2018 traga novas energias para a sua equipe.

Fonte: Corriere dello Sport
P R Avalie

Portale Romanista Brasil © 2004
uCoz