P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XVI
FELLAS
FORUM
BLOG
TOTTI
RESENHAS
TIRINHAS
News Quem é Dan Friedkin?A Roma é de FriedkinDzeko alcança Volk e Roma a fase de grupos da UEL3 nomes para o pós PetrarchiZaniolo não é um caso e Dzeko não está descontenteZaniolo, do golaço ao abraço em ManciniMenos burocracia, mais agilidade para o Stadio della RomaCeres pede desculpa para Roma e Bruno PeresTítulo e gol sobre a Lazio, o pé de coelho de Totti
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Forum
Botéko Giallorosso
Venda da Roma
SEVILLA 2-0 ROMA
JUVENTUS 1-3 ROMA
TORINO 2-3 ROMA
Pretenções
ROMA 2-1 FIORENTINA
Salários
SPAL 1-6 ROMA
P R Blog
P R Tirinhas
Roma: Nicolò Zaniolo, assim em 7 meses para a Roma e o futebol italiano
13/02/2019 às 11:01

ROMA - “Mas lembro, agora cabeça no lugar”. A lembrança ecumênica, a iluminação do bom senso e do espírito santo depois da embriagante noite de Champions, vem no mesmo momento, e sempre da mesma direção, de quem fala de “predestinado”, de “fábula”, de “astro nascente”, de “amor de Roma”, de “Pequeno Príncipe”, de “Rei de Roma” (um clássico), o funde junto ao ouro e então se define o “Menino de Ouro”, o rebatizam “Zaniouro”, ou então o relembram como “Peter Pan” que esvoaça entre púrpuras de ouro (eu…), o santifica como “Superstar” (Jesus Christ), o liga a Mbappé que enquanto ele fazia gol no Porto conquistava o Old Trafford, e enfim invoca tirar para fora do sacro baú a camisa número 10 que foi de Totti para adornar-lo de honra com a mesma cerimonia secular de Westminster na coroação de Rei ou Rainha da Inglaterra.

1) EXPLOSÃO E CARACTERÍSTICAS

Em suma em tudo isso o jovem de dezenove anos Nicolò Zaniolo deverá manter a cabeça sobre os ombros, voar baixo, fazer exibições com modéstia. Mas já aquele “quero muitos outros gols para correr sobre a Sul” faz entender que o rapaz ferve de instinto, de intuito e de paixão, todos dotes que acendem um físico potente, engatilhado, robusto quando serve. Se hoje devesse individuar seu dote principal em absoluto, a melhor das tantas que também possui, é o famoso “senso de posição”, o absorver de estar no embalo de Dzeko - uma partida extraordinária apenas a um pelo daquela de Zaniolo - para utilizar-se fluída, consequências, derivações, escórias, sugestivos. E então encontrar o modo e a lacuna indispensável para fazer o gol. Dotes que fez a grandeza de atacantes como Paolo Rossi e Pippo Inzaghi, que porém são atacantes puros, enquanto ele é um pouco tudo: meia atacante, ponta direita, mas a sensação é que do meio campo em diante poderia colocá-lo onde quisesse.

Roma, revelação Zaniolo: a comparação com Totti já traz discussão 

2) O FÍSICO POTENTE

O gol para Zaniolo é uma vitrine, é a síntese e explosão do seu futebol jovem, mas quando Zaniolo  persegue, entra duro, faz falta, divide em carrinho, desfruta o físico de um metro e noventa e 80 quilos de peso. Por todo o primeiro tempo de Roma-Porto Di Francesco teve que segura-lo a freio sob a a externa direita, utilizando-o mais como um monitor do que um coringa, justo para ter tempo de entender qual seria o momento justo para afundar no melaço defensivo do Porto.

3) ASSIM SE FAZ GOL

E então quando Zaniolo tem o meneio, o controle muscular da pesada massa corpórea em movimento, a freada indispensável para os atacantes de peso que devem ter o máximo de sprint, parar de maneira improvisada, goleiros e zagueiros com pernas elevadas por inércia, e a cavadinha de esquerda angulada na pequena área. Do mesmo ponto e sempre de esquerda, mas certamente encontrando-se semi-esparramado pela terra fazendo gol no Torino. Depois fazê-lo se tem um grande físico que sustenta o intuito, um pouco como os praticantes de slalom que se esperneiam entre as traves com duas coxas assim.

4) A EXPLOSÃO EM SETE MESES

Tudo em sete-oito meses, no máximo, Em junho Zaniolo chega em Roma quase como um nome qualquer inserido na negociação Nainggolan com a Inter. Em julho Zaniolo participa do Europeu Sub 19 e alei já o técnico Roberto Mancini - grandíssimo jogador, um dos tantos que podemos colocar no Pantheon de nossa referencia - e os treinadores da seleção italiana colocam seus olhos sobre ele. Em setembro em uma penúria absoluta de jogadores e sem que Zaniolo tenha nem mesmo estreado na Série A, Mancini o convoca para seleção. Movimento um pouco provocador, mas não muito, no final das contas o treinador já está convencidíssimo das suas qualidades. A estréia de Zaniolo na Roma é certamente na metade de setembro em Madrid, titular contra o Real: em uma derrota horrível e traumática (uma das tantas nessa temporada) para a Roma. Desde dezembro então Di Francesco, atordoado pelas críticas e as papeladas da equipe, tem a inteligência de alcovitar a onda e de se concentrar ao seu redor.

5) O CARÁTER EXTROVERTIDO

Sua ascensão é de maneira tal veloz que Zaniolo se torna certamente um jogador quase imprescindível. Em uma Roma de muitos altos e baixos, impetrada de depressões profundas, com o treinador sempre balanceando, Zaniolo Kid explode com a sua face alegre, extrovertida, alguém que não tem a mínima ansia, que explode apenas por poder jogar na Série A em um grande estádio, que não está nem aí pelo contexto duro e angustiante do momento. Toma a bola e vai. E faz gol incríveis (os dois na Champions são seguidos aos três no campeonato no Sassuolo, Torino e Milan), belos envolventes, importantes, estratosféricos, que fazem explodir o estádio Olímpico. Que quase ainda se pergunta: mas quem é, e de onde vem esse aí?

6) A NEGOCIAÇÃO DE MONCHI E DA ROMA

Nicolò Zaniolo - toscano de origem liguria, filho de Igor atacante profissional dos anos 90-2000 sem grandes atributos - é uma surpresa para a própria Roma, mesmo se é certamente uma intuição do diretor esportivo Monchi e do seu staff. Não se podem reprovar todas suas aquisições e não render méritos da negociação concluída e de ter colocado sob contrato talvez o melhor talento hoje em circulação no futebol italiano. A evolução parece ser aquela de Chiesa, também filho da arte, também ele pequeno campeão a dar os primeiro voos.

7) O CLAMOROSO FLOP DA INTER DE SPALLETTI

Mas certamente a explosão de Zaniolo Kid é um clamoroso, inacreditável flop da Inter de Zhang, Ausilio e Spalletti. Não se exclui de fato que entre as tantas tensões internas exista também a acusação de ter “engolido” um jogador assim, para contentar um treinador estranhamente apaixonado pelos aprontes de Nainggolan que garante a operação sob qual Zaniolo acabou quase como um bonus. Para Spalletti e Ausilio a negociação Zaniolo pode ser reprovada tanto quanto a falta de jogo e incapacidade de Icardi fazer gol.

8) DINHEIRO E COTAÇÕES ENLOUQUECEDORAS 

Será difícil senão impossível voar baixo. Zaniolo Kid já caiu no triturador da imprensa - inevitável - se vai a caça de pai, mãe, parentes e namorada. Já mudou de procurador (de Castelnovo para Vigorelli), o seu contrato de 300 mil euros até o final de 2023 é um vínculo mas não um cadeado e a Roma deverá adequa-lo o mas rápido possível, a cotação (4,5 milhões pagos a Inter) já está fora de controle. Quase uma vergonha pronunciar a cifra: se Piatek passou de quatro a quarenta milhões em seis meses… O seu nome era correlacionado sobre o famoso bilhetinho de Fabio Paratici, chief football officer (diretor esportivo?) encontrado em um restaurante em Milão: Zaniolo 40. Quarenta não chegam. Sobre a boca de todos os 100 milhões já não são suficientes, mas não hoje não agora. Os torcedores felizes e preocupados ao mesmo tempo invocam Zaniolo Kid um grande investimento sobre o futuro e de não apenas considerá-lo a próxima negociação Salah. Com Zaniolo a Roma deve buscar realmente conquistar alguma coisa depois de tantos anos de penúria.

9) A APROVAÇÃO DE BUFFON E CIA

“Zaniolo deve-se deixar crescer, e deve viver o momento com equilíbrio. Temos um jogador forte e sabemos, vamos manter-lo” diz Di Francesco. “Tem prepotência física e técnica, se tornará um campeão” o contempla o capitão De Rossi. Por fim um ícone como Gigi Buffon o celebra: “Lembro do pai, grandíssimo combatente, herdou seu caráter, e no mais ao aspecto técnico acrescentará a humildade e a vontade de melhorar sempre, estamos diante de um talento incrível”. Todo o futebol de hoje fala de um menino de dezenove anos.

10) A CAMISA NÚMERO 10 E A COMPARAÇÃO A TOTTI

Tudo isso emano um castelo de falações e vai acabar nas costas de Zaniolo Kid, que não deverá entretanto ser tocado e ficar indiferente. O menino sucinta já os grandes do passado: é embaraçoso fazer comparações, mas em suam os nomes são aqueles que todos conhecem e n final aquilo que lhe assemelha mais é justo o daquele senhor que o precedeu na Roma com a camisa número dez nas costas por 25 anos. Mas lembro, cabeça no lugar…

Fonte: Fabrizio Bocca (La Repubblica)
P R Avalie

Portale Romanista Brasil © 2004
uCoz