P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XIV
ROMA
CULT
ULTRAS
2017/18
TOTTI
FELLAS
News (Di Francesco) Schick não deve se contentar. Champions? Tentaremos repetir (16)É poker, Roma goleia a Samp (15)Roma-Samp amanhã na Rai (18)(Di Francesco) Schick jogará, Pastore não convocado (23)(Zaniolo) a estréia foi um sonho (26)Biografia de Totti entre os mais vendidos da Itália (21)Três bigs interessadas em Under (22)Juve e Roma a caça de Pépé do Lille (20)(Fazio) Devemos vencer a Samp (15)Di Francesco nervoso, mas jovens evoluindo (28)
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Fellas Brasil
P R Últimos Tópicos
Boteco Giallorosso
Nainggolan
Kovacic
Cristante
Estádio
P R Blog
P R Tirinhas
P R Portaland
P R Store
P R Sondagem
Avalie o trabalho de Di Francesco
Total de enquetes: 21
Roma: O adeus de Totti foi forçado como o meu (Bruno Conti)
Postado por: lupulus 19 Dez 2017 às 00:07

ROMA - “Francesco da Roma e da Seleção italiana teve tudo, mas se colocarmos o nosso adeus foi algo meio forçado e com falta de respeito. Eu decidi parar e não ir jogar em outra sociedade, e certamente 

e aquilo que aconteceu com Francesco, com um técnico que não se comportou bem, senti novamente na pele. Não merecia isso, eu, Francesco o vi crescer e o amo”. Palavras de Bruno Conti, o histórico jogador da Roma campeão italiano de 1982/83, que hoje deu entrevista para uma rádio da capital e falou da temporada giallorossa: “Se me vejo em alguém desse time? Antes tinha Iturbe que tinha o mesmo número que eu mas aconteceu aquilo que todos viram. Agora tem Florenzi, é tanto de se considerar em fase ofensiva que defensiva. Quem veste a sete no momento é Pellegrini? Fico feliz, é um ótimo jogador e bravo rapaz”.

Conti falou também da partida contra a Juventus programada para o próximo dia 23 de dezembro: “Ele vem no momento certo, fará bem se confrontar com eles. O campeonato ainda é longo e não poderá ser uma partida a estabelecer quem irá conquistar o título. Di Francesco está fazendo um ótimo trabalho e ajudou o fato de já conhecer o ambiente. Está mantendo a praça serena e fazendo os jogadores entender que existe um grupo importante, seguindo de maneira justa”.

Enfim indiscrições de mercado que ocorrera no passado: “Qual foi a equipe mais perto de te levar embora de Roma? O Napoli de Maradona. Quando me encontrava com Diego ele me dizia para vir jogar no Napoli”.

Fonte: Corriere dello Sport
P R Avalie
Portale Romanista Brasil © 2004