P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XV
FELLAS
FORUM
BLOG
TOTTI
RESENHAS
TIRINHAS
News Quem é Dan Friedkin?A Roma é de FriedkinDzeko alcança Volk e Roma a fase de grupos da UEL3 nomes para o pós PetrarchiZaniolo não é um caso e Dzeko não está descontenteZaniolo, do golaço ao abraço em ManciniMenos burocracia, mais agilidade para o Stadio della RomaCeres pede desculpa para Roma e Bruno PeresTítulo e gol sobre a Lazio, o pé de coelho de Totti
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Forum
Botéko Giallorosso
Venda da Roma
SEVILLA 2-0 ROMA
JUVENTUS 1-3 ROMA
TORINO 2-3 ROMA
Pretenções
ROMA 2-1 FIORENTINA
Salários
SPAL 1-6 ROMA
P R Blog
P R Tirinhas
Roma: O brilhantismo de Zaniolo
04/12/2018 às 19:37

Sou um rapaz sortudo, cantava Jovanotti. Nicolò Zaniolo realmente o é, porque tem um grande talento e porque, diferentemente de outros pares, teve a chance de demonstrar. Agora parece para muitos que na negociação que levou Nainggolan para Inter em troca de dinheiro, Santon e Zaniolo quem ganhou foi o clube giallorosso. Sobretudo porque colocou as mãos - a título definitivo - sobre um jovem de dezenove anos que ganhou um lugar ao sol em dois meses: do debute absoluto no dia 19 de setembro, no Bernabeu, contra o Real Madrid pela Champions League, até a bela partida de domingo a noite contra a Inter, que não acreditou nele até o fim, como já havia feito a Fiorentina atuando nos juvenis.

Nicolò é um rapaz de sorte justamente porque soube - inclusive com os conselhos de pessoas certas - transformar as ilusões em oportunidade. Quando os violas o desovaram porque era muito pequeno - porém agora tem um metro e noventa - o pai Igor, bom centro-avante na Série B, o levou para o Entella, onde encontrou espaço inclusive no time principal (7 presenças) e sobretudo brilhou com a Primavera, que chegou na final da Copa Itália onde perdeu justamente para a Roma. Procurado por muitos, foi contratado pela Inter e na Primavera conquistou tudo aquilo que estava a disposição, mas não foi o suficiente para permanecer no time nerazzurro.

Na Roma, em um primeiro momento, parecia destinado a ser emprestado para o Sassuolo, porque Monchi queria confia-lo aos cuidados de De Zerbi. A cessão de Strootman, porém, abriu algum espaço no meio campo e Di Francesco ficou feliz em poder “desembrulha-lo” ele o menininho. Que então jogou como grande as suas cartas. Tatuagens como no figurino, mas não muito vistosas. Uma relação etária encontrou rapidamente com Luca Pellegrini, mas inclusive com o grupo italiano de Lorenzo Pellegrini, Cristante e El Shaarawy. Florenzi e De Rossi como os irmãos mais velhos. Francesco Totti na supervisão: “Parece um veterano, joga com simplicidade. Está demonstrando o seu valor, encontrando cada vez mais confiança”. Dito aos sussurros porque Carletto Mazzone usou o mesmo método com ele, muitos anos antes.

Vive na região do Euro juntamente com a mãe Francesca, que é romana e torcedora da Roma. O pai Igor cuida de um bar e tabacaria próximo do porto de La Spezia e foi dali que viu a primeira partida de Nicolò com a camisa giallorossa, aquela contra o Real: “Teria ido ao Bernabeu, mas meu filho disse que jogaria apenas a poucas horas do jogo e não haveria tempo para ir até Madrid”. O futuro é giallorosso, mas também azzurro: o segundo lugar no Europeu Sub 19, a convocação na seleção principal, uma função importante na Sub 21. Um passo por vez, mas sempre um passo avante.

Fonte: Luca Valdiserri (Corriere della Sera)
P R Avalie

Portale Romanista Brasil © 2004
uCoz