P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XIV
ROMA
CULT
ULTRAS
2017/18
TOTTI
FELLAS
News Pallotta desmente rumores de cessões (24)Virginia Raggi convocada para depor na Procuradoria (16)Corrupção envolvendo a obra do novo estádio da Roma (35)Roma diz adeus aos seu Sansão (27)Tormentas sobre o estádio romanista (24)Investigação sobre o estádio da Roma coloca em risco sua construção (26)Messi e o pesadelo Roma (31)Spalletti chama Nainggolan (38)Gladiador romano e seu intérprete (26)Beşiktaş pediu Karsdorp (33)
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Últimos Tópicos
Boteco Giallorosso
Estádio
Cristante
Kovacic
Kluivert
Nainggolan
Alisson
Córic
VAR
Liverpool - Roma
Inter 1x1 Roma
P R Blog
P R Tirinhas
P R Portaland
P R Store
P R Boutique
P R Sondagem
Avalie o trabalho de Di Francesco
Total de enquetes: 20
Mercado: Poderia ter ido para a Roma, graças a Deus escolhi a Lazio
Postado por: lupulus 04 Jun 2018 às 17:12
ROMA - Os alarmes da Inglaterra (do lado Liverpool) não estão incomodando, Strakosha  nem está lisonjeado, mas prevê ainda so seu futuro na Lazio. É um clube que escolheu desde jovem, reforçado pela relação criada desde o inicio com o seu compatriota, o diretor esportivo Igli Tare. em uma entrevista concedida na Albania, o goleiro biancoceleste explicou quanto fora determinante a influência do dirigente para decidir, no momento de escolher em qual equipe começar a sua experiencia na Itália, a decisão recaísse sobre o clube de Lotito: “Poderia ter ido para a Roma, mas graças a Deus escolhi a Lazio. Naturalmente fui influenciado pelo diretor esportivo Igli Tare, que com sua personalidade mexeu do ponto de vista psicológico. Existe uma solução para todas a situações que se enfrenta”.

STRAKOSHA: “A DEFESA SOBRE DYBALA FOI O MOMENTO MAIS BELO” - Strakosha depois falou da sua aventura como a camisa da Lazio, onde viveu momentos complicados e ecoantes: “Um momento difícil foi competir com Marchetti, mas posso dizer que foi uma bela coisa ao mesmo tempo. Minha mãe é muito orgulhosa de mim, meu pai é mais severo, sem esquecer depois Tare. O momento melhor dessa temporada? Certamente a defesa no pênalti de Dybala em Turim foi a mais bela, deu a equipe a vitória no nonagésimo sexto minuto. Busco sempre o melhor de mim mesmo, as vezes cometo erros, mas deles aprendo para o futuro. Quais outros campeonatos gosto? O espanhol, porque é tático e veloz, mas também pelo estilo de vida. O tempo é bom, não assim frio como na Inglaterra”. No curso da entrevista o goleiro biancoceleste lembro quando fora decisivo o exemplo de sue pai Fotaq “Foto” Strakosha, inclusive ele também goleiro profissional e da seleção albanesa: “Teria sido goleiro sem ele? Pergunta difícil. Sempre gostei da função, então escolhi ser goleiro. Se não fosse pelo meu pai poderia ter escolhido atacante, de qualquer forma teria jogado futebol, porque é toda a minha vida. A família sempre me incentivou e me ensinou a não desviar jamais a atenção dos outros, mas a realizar aquilo que eu queria. Sempre escutei comentários dos quais diziam que cheguei a ser goleiro graças a meu pai, mas não me incomoda este aspecto porque deverei ouvir por toda a minha vida”.

“NA SELEÇÃO É BELO A CONCORRÊNCIA COM BERISHA” - Agora ele também, como seu pai, quer brigar pela camisa titular da sua seleção, atualmente ocupada pelo ex-companheiro de equipe na Lazio, Etrit Berisha: “O que me diferencia de Berisha é apenas a idade. Somos amigos e na seleção nunca pensamos quem jogará. Tivemos muitas ocasiões nas eliminatórias, mas o importante é conhecer-se bem um ao outro. Os amistosos ajudarão a Albania a reconhecer os jogadores e sua força, dado que muitos jogadores novos foram agregados recentemente. Todavia na minha opinião temos uma seleção muito forte. De Biasi fez história com a Albania, não por a caso o primeiro europeu que disputamos com ele. O mister acreditou na minha estréia. Para Panucci é um pouco mais difícil, visto que cheguei? Muitos jogadores novos e então tudo começa do zero. Até agora vi muito pouco Panucci, mas com ele os jogadores devem haver muita disciplina. Com De Biasi foi mais fácil treinar”
Fonte: Repubblica
P R Avalie
Portale Romanista Brasil © 2004