Mohamed Salah Ghaly

Meio campista de formação mas um verdadeiro articulador de ataque, Mohamed Salah iniciou sua carreira no Al-Mokawloon Al-Arab da capital Cairo. Denominado "Messi" do Egito. Sua posição preferida de atuação é o lado esquerdo do ataque já que é canhoto, mas pode facilmente jogar tanto no lado direito como mais centralizado. Seus melhores dotes são os de técnica e velocidade o que possibilita haver uma boa sintonia com os companheiros de ataque. Suas conclusões são letais, dificilmente perde a viagem.

Depois de 4 anos no futebol africano, Salah se transfere para a Suiça no time do Basilea assinando um contrato por quatro anos. Faz sua estréia no tricolor suíço no dia 10 de abril de 2012. A exatos um ano depois faz seu primeiro gol em competições da UEFA nas quartas de final contra o Tottenham, gol que garante aos suíços o empate e a classificação para fase seguinte depois de ter vencido a decisão por pênaltis.

Após uma boa atuação contra o Chelsea, onde até marcou gol no dia 2 de maio de 2013, o egípcio gera interesse no clube londrino e é negociado  ao custo de 15 milhões de euros. Faz sua estréia contra o Newcastle no dia 8 de fevereiro e realiza seu primeiro gol na Premier League no dia 23 de março depois da goleada de 6 a 0 sobre o Arsenal. Conclui a temporada com 13 jogos e dois gols, mesmo se boa parte partindo do banco de reservas.

Com pouco espaço no estrelado time do Chelsea aceita a proposta de empréstimo feita pela Fiorentina no dia 2 de fevereiro de 2015, no qual entra como forma de pagamento por Juan Cuadrado. A negociação possibilita o clube viola adquirir o passe integral do jogador ao custo de 15 milhões de euros.

Escolhe a camisa 74 para jogar pelo clube de Florença que faz uma homenagem as vítimas do estádio de Porto Said. Estréia na Série A no dia 8 de fevereiro na vitória por 3 a 2 sobre a Atalanta. Uma semana depois faz seu primeiro gol no campeonato italiano no jogo externo com o Sassuolo onde a Fiorentina vence por 3 a 1. Termina a temporada com 26 jogos com a camisa viola e 9 gols marcados.

Depois de estar muito perto de ser negociado com a Inter de Milão, por assim dizer a imprensa gerando uma enorme confusão e especulações sobre o jogador, o Chelsea cede Salah a Roma a título de empréstimo por 5 milhões de euros com as mesmas condições de compra definitiva do jogador ao custo de 15 milhões. Assina um contrato por quatro anos com a Roma no valor de 3 milhões mais bônus e escolhe vestir a camisa 11 giallorossa.

Sua primeira temporada na Roma é um estouro, apesar das dificuldades de seu companheiro de setor Edin Dzeko, em acertar o alvo, Mohamed vai a campo quarenta e duas vezes, marca quinze gols e fornece dezesseis assistências, sendo considerada uma das melhores contratações do clube na ocasião. No ano seguinte o egipcio aumenta sua marca, fazendo mais gols e fornecendo mais bolas para Dzeko, que ao contrário da temporada anterior começa a aproveitar positivamente as assistêcnias. Tal destaque repercute em toda Europa e os olhos do Liverpool crescem sobre Salah fazendo a Roma e ao jogador uma proposta irrecusável: em torno de cinquenta milhões de euros, considerado a negociação mais honerosa do clube de toda sua história na época. Deste modo o camisa 11 romanista encerra sua aventura na capital colecionando trinta e quatro gols em 84 partidas além de mais de 30 assistências a gols válidos.

B I O S
avatar

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM

uCoz