William Vainqueur

De origem haitiana, William começa sua carreira com oito anos de idade no infantil do Noisy-le-Grand Football Club. Cinco anos depois passa para o juvenil do Auxerre e um ano mais tarde integra o Nantes para definitivamente estrear como profissional, conquistando a titularidade absoluta do time principal com apenas dezessete anos. Completa 92 jogos com a camisa verde amarela e um gol antes de se transferir em 2011 para o Standard Liegi da Bélgica.

Tem um retrospecto interessante de jogos também vestindo a camisa colorada 89 vezes e colecionando 5 gols. Tem um episódio negativo em dezembro de 2013 quando fora expulso por atingir a face do adversário com um pontapé com a consequente expulsão.

Vanqueur é um mediano dinâmico que desempenha bem sua função na retaguarda do campo, mas eficiente em ataque quando utiliza seu chute de muita potência. Gosta da bola no chão e de preferência nos seus pés, mesmo porque tem boa técnica e uma leve visão de jogo apurado que facilita sua percepção em lançamentos longos de contra-ataque.

Em 2014 é transferido para o futebol russo pela cifra de sete milhões de euros e três anos de contrato, para atuar com a camisa do Dynamo de Moscou. Na sua única temporada com os russos totaliza 28 jogos e dois gols antes de vir para a capital italiana.

Rudi Garcia depois de perder definitivamente Strootman, devida a complicação em suas cirurgias mau sucedidas, procurada para seu esquema tático, um atleta com as características do holandês. No dia 31 de agosto de 2015 a Roma anuncia a compra do passe do meio campo francês em definitivo pelo custo de três milhões de euros e um acordo contratual de outros três anos

Faz sua estréia no dia 26 de setembro pela Série A na vitória por 5 a 1 sobre o Carpi. Porém o francês não impressiona ao ponto de assegurar titularidade, não convence a torcida por vezes muito irritada com a instabilidade de resultados, ficando muitas vezes no banco de reservas. Deste modo decide então retornar ao país natal na temporada seguinte a título de empréstimo para o Marselhe.

Retorna a capital italiana no final do contrato de empréstimo com o clube francês que decide não ficar com o meio campista, mas da mesma forma não consegue impressionar o então atual técnico Eusebio Di Francesco, deste modo se transferindo definitivamente para o futebol turco atuando pelo Antalyaspor, onde o clube giallorosso sela acordo por meio milhão de euros.

B I O S
avatar

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM

uCoz