Antonio Mirante

Cresceu nas categorias de base do Club Napoli Castellammare, equipe de sua cidade natal e mesma de Gianluigi Donnarumma. Em 2000 a Juventus se interessa pelo jovem goleiro e o contrata para atuar nos juvenis, principalmente no time Primavera bianconero. A partir de 2004 começa aparecer como opção do time principal que tem como titular Gianluigi Buffon, contratado anos antes em negociação com o Parma. Com a vida difícil no atual clube em 2004/05 passa a atuar pelo Crotone pela segunda divisão italiana onde coleciona presenças (41) e experiência, sofrendo 43 gols naquela temporada. No ano seguinte é re-emprestado ao Siena para finalmente estrear na Série A no dia 28 de agosto de 2005 (vitória em casa diante do Cagliari por 2 a 1). Com o time toscano faz 26 jogos (outros 43 sofridos) Com experiência adquirida a Juventus o reintegra no time principal para ser vice de Buffon em 2006/07.

Debuta finalmente com a camisa bianconera no dia 18 de novembro de 2006 após expulsão de Buffon no jogo contra o AlbinoLeffe e dessa forma acumula sete jogos na temporada, com nove gols sofridos, ajudando de certa forma a equipe na conquista do título italiano. No verão de 2007 a Juventus chega a um acordo com a Sampdoria negociando Antonio a título de empréstimo com direito de co-propriedade no final da vigência contratual. Em uma briga direta com o ótimo Castellazzi ambos são bastante utilizados na temporada, porém no returno o colega oferece maiores garantias e assim Mirante fica na reserva. No vencimento do empréstimo a Sampdoria excetua o direito de compra no valor de 1,3 milhões de euros.

Em 2008/09 joga como titular as primeiras partidas do campeonato, devido a lesão de Castellazzi que após a recuperação volta a ocupar a posição de goleiro principal da equipe. Entretanto tem uma função importante atuando pela Copa Itália: no dia 29 de janeiro de 2009 contra a Udinese, nas quartas de final da competição, na decisiva série de penaltis (jogo normal terminado em 1-1), defende o chute de Pepe D’Agostino, permitindo assim ir para a semifinal contra a Inter (perderia a final para a Lazio). Ao final das duas temporadas com os blucerchiati atinge 22 presenças em campo e 27 gols sofridos.

Vendo que sua vida não seria fácil na briga direta pela titularidade com o companheiro de equipe Castellazzi, decide voltar para o Parma em uma negociação envolvendo o jogador Marco Rossi em julho de 2009. É titular absoluto no comando técnico de Guidolin e contribui com surpreendentes resultados para o time no início da temporada graças a algumas defesas decisivas, como por exemplo em uma cabeçada a queima roupa de Alberto Gilardino em Florença depois da vitória por 3 a 2 sobre a Fiorentina. Com a grande atuação proporcionada ao longo da temporada o Parma decide por adquirir definitivamente o goleiro dando em troca para a Samp a metade do passe de Daniele Dessena.

Foi a maior marca na carreira de Antonio Mirante. Com o time toscano fez 204 partidas nos seis anos que defendeu a meta do clube, até o rebaixamento a Série D depois da falência do Parma em 2015. De 2009 até 2015 sofreu 283 gols. Se desvincula do Parma então no dia 30 de junho de 2015, depois da falência decretada e rebaixado a Série D com diversos problemas financeiros. Encontra um acordo com o Bologna, recentemente promovido a Serie A, com o qual assina até 2019. Porém nos testes físicos o goleiro evidencia problemas cardíacos e fica fora d lista da primeira divisão.

Em outubro, superados os problemas clínicos, recomeça a treinar com a equipe. Na temporada seguinte se torna capitão do Bologna e na ocasião do jogo contra o Benevento cede a faixa a Simone Verdi, por reconhecimento em negar a transferencia para o Napoli; sucessivamente a equipe decide de devolve-la ao goleiro. 87 jogos e 119 gols sofridos até o final da temporada 2017-18 quando decide se transferir para a capital, aos trinta e quatro anos, depois da Roma acertar o passe do jogador pela cifra de 4 milhões de euros com o Bologna. Com a Itália, apesar de várias convocações entre 2005 e 2014 nunca atuou com a seleção azzurra.

B I O S
avatar

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM

uCoz