Robin Olsen

De origem dinamarquesa, porém nascido e criado na cidade Sueca de Malmö, que faz fronteira com a Dinamarca através da Ponte de Øresund, Robin iniciou sua carreira nos juvenis do Malmö Fotbollförening, time de bastante prestígio, em 1997.

Depois de ganhar massa e experiência atuando em equipes de menor expressão como Limhamn Bunkeflo, Bunkeflo IF e  IFK Klagshamn, Olsen retorna para o time de origem Malmö e estreia na primeira divisão da Suécia no dia primeiro de outubro de 2012, entrando no lugar de Johan Dahlin expulso durante a vitória fora de casa por 2 a 0 sobre o Syrianska. No ano seguinte Dahlin se lesiona e Robin assume a titularidade da equipe colecionando 10 presenças na temporada 2013. Com a venda de Joahn Dahlin, Olsen se torna o primeiro goleiro da equipe e na temporada 2014 é nomeado melhor goleiro da Allsvenskan.

Com a fama o PAOK da Grécia se interessa pelo goleiro sueco e no dia 2 de julho de 2015 anuncia sua chegada através de empréstimo no valor de 600 mil euros pagos ao Football Club København (Copenhague), já que o time dinamarquês da capital havia se adiantado na compra do seu passe. Terminado empréstimo retorna a Dinamarca para vestir a camisa do Byens Hold. Já no seu primeiro campeonato com a camisa do Copenhague, conquista o título de goleiro menos vazado da Superligaen (divisão de elite do futebol sueco) e bate o recorde de imbatiblidade: manteve o gol inviolado por 19 partidas consecutivas (o recorde era de 17 e pertencia ao companheiro de equipe Stephan Andersen). Acumula 61 jogos e sofre 48 gols até o final da temporada 2017/18.

Com a saída de Alisson negociado através de venda definitiva para o Liverpool, Robin Olsen entra na mira da Roma e no dia 24 de julho de 2018 é adquirido ao valor de 8,5 milhões de euros (mais bônus de 3,5 caso a equipe alcance objetivos). Estréia com a camisa giallorossa no dia 19 de agosto na vitória fora de casa por 1 a 0 sobre o Torino.

Na seleção, estreou em um amistoso contra a Costa do Marfim no dia 15 de janeiro de 2015, vitória de 2 a 0 para os suecos. Foi convocado para a Eurocopa de 2016 como reserva de Andreas Isaksson e no final da competição passa a ser o titular absoluto. Disputou a Copa do Mundo da Russia em 2018, sofrendo 4 gols em cinco jogos chegando até as quartas de finais da competição.
B I O S
avatar

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM

uCoz