Um Derby fora da curva
Em um jogo muito nervoso como de costume, bastante estudado e com fatos polêmicos no final, Lazio e Roma fizeram a primeira partida válida pelas Semifinais da Copa Itália. A equipe celeste foi mais cínica, soube sofrer principalmente nos minutos iniciais diante euforia romanista e em contra-ataque abriu o placar com Milinkovic aos 29 minutos. A segunda etapa, Immobile, teve um gol anulado aos 68 minutos, porém, dez minutos mais tarde, ampliou o placar para 2 a 0, decretando o resultado final da partida e abrindo vantagem nesta primeira disputa das Semifinais. Resultado surpreendente para a Roma que já estava invicta a quatro jogos, mas que serve de lição para reavaliar os ímpetos e firmar os propósitos. As duas equipes voltarão em campo no dia 4 de abril.

Síntese: Repubblica

Milinkovic e Immobile decidem o primeiro round da semifinal da copa itália. A “stracittadina” vai após quatro anos para os biancocelesti, com um gol por tempo a equipe de Inzaghi bate os giallorossi e “vê” a final

Por: Matteo Pinci

ROMA - Um grito que parece uma libertação. A 1375 dias da última vez, a taça italiana presenteia outro derby à Lazio: perdeu 4 seguidas, não vencia a “copa” desde 26 de maio de 2013. Agora Milinkovic e Immobile colocaram a hipoteca para a outra final. Daqui 35 dias, Roma precisará de um feito para anular o saldo de qualificação.

Spalletti enviou a campo o melhor time, com as únicas exceções de Alisson - confirmado goleiro extra campeonato - e Paredes, preferiu um exausto De Rossi. Mas Dzeko e Salah, Strootman e Nainggolan acabaram na tela de Inzaghi, que limitou o belga colando Biglia sobre ele, espelhando o jogo e deixando a Milinkovic e Felipe Anderson na tarefa de inconomadar os romanistas da linha mediana. A partida é desequilibrada por Milinkovic, que primeiro chega perto do primeiro gol com uma cabeçada, depois aos 29 minutos começa uma ação deixando Felipe entre as malhas muito largas da defesa giallorossa bastante distraída, e então marca depois de interceptar a assistência do brasileiro.

A Roma, sem brilho, poderia empatar um minuto depois, mas Dzeko de cabeça manda para o alto. E então a Lazio continua a tecer, controla com facilidade a meia cancha de ataque e contra-ataca. Felipe tem a chance, mas chuta para fora. A entrada de Keita, no entanto, diminui os avanços frenéticos romanistas obrigando os giallorossi a recuar. Até quando o senegalês não parte para o Manolas, ele semeia e convida Immobile para fazer a festa, fechando o 2 a 0. Uma Roma na versão ‘Quem a viu’ só reaparece na área da Lazio com um chute desviado de Emerson, que Strakosha ainda consegue afastar. Os calafrios finais se chamam Totti, a quem Spalletti garante os últimos 4 minutos, e o árbitro Irrati, que decide pelos acréscimos recorde de 6 minutos. Útil apenas para adiar a celebração da Lazio por alguns instantes. Que, esperando o segundo jogo do 5 de abril, já tem uma mão na final.

@matteopinci 

LAZIO (352): Strakosha; Bastos, de Vrij, Wallace; Basta, Parolo, Biglia, Milinkovic (91′ Murgia), Lukaku (80′ Crecco); F. Anderson (67′ Keita), Immobile A disp.: Adamonic, Vargic, Hoedt, Spizzichino, Luis Alberto, Mohamed, Djordjevic, Lombardi Téc.: Simone Inzaghi

ROMA (3421): Alisson, Manolas, Fazio, Rudiger, Peres (86' Totti), Paredes (64' Perotti), Strootman, Emerson, Salah (69' El Shaarawy), Nainggolan, Dzeko

Cartões: 41’Parolo, 73’Rudiger, 76’Strakosha, 90’Biglia

F I C H A
avatar

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM