DESCE NO ELEVADOR EUROPEU?
A Roma precisava de uma vitória muito mais do que a Internazionale, porém em campo demonstrou pouca vontade de fazer valer sua necessidade no campeonato e contentou-se apenas com o 1-0 do primeiro tempo. Isso se mostrou insuficiente, visto que hora ou outra a equipe irá cometer um erro defensivo fatal. Muito embora a disputa ainda esteja em aberto, o futebol apresentado pela Roma não inspira maiores expectativas para a manutenção no futebol europeu de maior nível. Parece que, na próxima temporada, teremos que nos contentar com uma descida no elevador europeu.
Ian

Síntese: Corriere dello Sport

El Shaarawy não é suficiente para Roma: empate com a Inter. Perisic salva Spalletti Uma magia do Faraó ilude Ranieri, uma cabeçada do croata determina o 1 a 1 para os nerazzurri: tudo inalterado na corrida Champions.

Por: Valerio Minutiello

Termina igual, como no primeiro turno. Roma e Inter têm um ponto cada na corrida Champions. Spalletti falha no match point, mas mantém o Milan e a Roma à distância, o que em caso de vitória teria sido levado a três pontos. Os giallorossi incapazes de ultrapassar os rossoneri em quarto lugar, porém superam o maior desafio daqui até o final do campeonato. O copo está meio cheio para as duas equipes no final das contas, considerando também a inesperada derrota da Lazio contra o Chievo. El Shaarawy quando ele vê San Siro se ilumina: o faraó marca novamente, como no ano passado, como nas seis das últimas sete vezes que ele jogou neste estádio. Se na última temporada o gol do 1-1 havia sido marcado por Vecino, desta vez coube ao Perisic. Um empate justo, chegou ao final de um agradável desafio, com ritmos mais altos no primeiro tempo e muitas chances de ambos os lados. Ambas as equipes tentaram vencer. A Inter teve mais a bola no jogo: A Roma deixou os nerazzurri com a iniciativa, mas aos 91 minutos teve uma grande chance de levar o jogo com um arremate de Kolarov, no qual Handanovic realizou um milagre.

MANOLAS FORA - A emergência em Roma terminou. Ranieri recupera praticamente todos: apenas De Rossi não está disponível, ao que se junta Manolas no aquecimento da pré-partida. No lugar do grego, o ex Juan Jesus entra em campo. Zaniolo vai no banco: no ataque El Shaarawy e Under nas pontas, com Dzeko no meio. Spalletti recupera Borja Valero que fica ao lado de Vecino. Na frente Lautaro Martinez, com Icardi no banco. Nainggolan joga seu primeiro como um ex: no primeiro jogo tinha lesão na perna.

IMEDIATAMENTE EL SHAARAWY - Jogo imediatamente espectacular com um bom começo para a Roma: Dzeko perde a conclusão diante de Handanovic depois de três minutos. Aos 6 minutos Kolarov de fora da área passando muito perto do gol. A Inter não observa e responde imediatamente: aos 8 minutos, Lautaro Martinez de cabeça força um desvio difícil de Mirante. Aos 14 El Shaarawy avança, pula dois adversários e bate Handanovic com um tiro de pé direito. Com a vantagem, a Roma espera a Inter compacta atrás e quando sai, faz graças ao precioso trabalho de dzeko, sempre presente. Aos 33 minutos de novo, El Shaarawy prova a conclusão, mas desta vez é central. A Inter cresce na qualidade do jogo e nos últimos minutos do primeiro tempo com várias ocasiões. Aos 44 D'Ambrosio de cabeça busca a trave.

EMPATE DE PERISIC - No segundo tempo, Ranieri coloca Zaniolo no lugar de Under. A Inter começa forte e aos 49 minutos tem uma chance com Lautaro Martinez, que de cabeça não consegue angular. Os giallorossi perigosos no contra-ataque no minuto 51, quando Pellegrini dispara uma bola lançada de Zaniolo na área concluindo mal com a esquerda do gol. Aos 54 minutos Spalletti joga a carta Icardi, que entra no lugar de Nainggolan. A Roma recua muito, talvez em demasia, e decide esperar pela Inter. Aos 61, Perisic sozinho na área, encontra o gol depois do cruzamento de D'Ambrosio: Florenzi vai marcar Icardi, mas não há ninguém sobre o croata. A Inter teve a chance de completar o montante aos 69 minutos com uma ótima ação toda aérea, finalizada com um chute de Lautaro por cima da trave. Ranieri tenta revitalizar o ataque, inserindo Kluivert no lugar de Pellegrini no minuto 80. Na final, ambas as equipes se sentem um pouco cansadas e diminuem o ritmo sem desistir de jogar. A Roma aos 91 minutos tem uma grande chance de levar os três pontos com Kolarov, mas Handanovic nega-lhe o gol com um milagre. No final, o empate é um resultado justo para o que vimos em campo. A corrida pela Champions continua para ambas as equipes.

@valeminutiello

INTER (4231): Handanovic; D'Ambrosio, De Vrij, Skriniar, Asamoah; Borja Valero, Vecino; Politano (39′ Keita Balde), Nainggolan (9′ st Icardi), Perisic; Lautaro Martinez (34′ st Joao Mario) A disp.: 27 Padelli, 5 Gagliardini, 13 Ranocchia, 21 Cedric Soares, 23 Miranda, 29 Dalbert, 87 Candreva Téc.: Luciano Spalletti

ROMA (4231): Mirante, Florenzi, Fazio, Jesus, Kolarov, Cristante, Nzonzi, Under (46' Zaniolo), Pellegrini (81' Kluivert), El Shaarawy, Dzeko

Cartões: 62’Vecino, 76’Cristante, 84’Zaniolo

F I C H A
avatar
0
1
Valar Morghulis  wine
avatar

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM