E AGORA, ROMA? EU, ACREDITO?
Apesar de ter rolado uma rodada péssima pra nós, ainda temos uma pequena chance matemática de conquistar a vaga direta pra champions. Vencer a Juventus é sempre bom, além de tudo da uma moralzinha pra esse elenco nessa reta final, a gente fica na torcida pra que role essa vaga, assim, os investimentos seriam maiores a começar pelo técnico (vem Mourinho!). Duas rodadinhas, o que esperar de um Sassuolo? fora de casa na décima posição sem chances de nada e o Parma, a Parma! sempre garante uns potinhos historicamente falando, aí temos que torcer fortemente por SPAL, Frosinone, Empoli, Napoli e Juventus, meu Deus! mas, analisando bem Atalanta e Inter tem jogos complicados e se a Roma não Romar e fizer o dever, da pra chegar. A! e obrigado Florenzi e desculpe-me por alguma coisa.

Síntese: La Repubblica

A Roma bate a Juve e mantém viva a esperança Champions. Os homens de Ranieri vencem em casa contra os campeões da Itália graças aos gols no final do capitão e do bósnio permanecendo viva na corrida a quarta posição.

Por: Antonio Farinola

ROMA - Roma vence no Olímpico na última desse domingo da 36ª rodada da Serie A, respondendo Atalanta, Milan e Torino, permanecendo ainda na disputa por um lugar na Liga dos Campeões. A 180 minutos do final da temporada, os giallorossi colocaram o Milan de volta nos 62 pontos e se posicionam a apenas um ponto atrás da Inter (que tem que jogar amanhã com o Chievo em casa), permanecendo nos rastros da Atalanta, que ainda está a três de distância. Os próximos compromissos para a equipe de Ranieri são o Sassuolo fora e o Parma em casa.

Últimos 180 minutos de fogo

Para a Roma, no entanto, não será suficiente vencer os próximos jogos para garantir um lugar na Champions, porque já na próxima rodada, deverá torcer para a Juventus, batida nessa noite (os bianconeri receberão a Atalanta em casa), e esperar que o Milan perca pontos no caminho  visto que no momento, a igualdade em pontos, os confrontos diretos favorecem a equipe de Gattuso. Diferente o discurso em caso de derrota em um ou mesmo ambos próximos compromissos, com Torino e Lazio, atrás da Roma respectivamente por dois e quatro pontos, que valem pelo menos um lugar na Liga Europa.

Juve esbarra no Mirante 

Um bom primeiro tempo no Olímpico com a Juventus, que imediatamente tenta impor seu próprio ritmo na partida. Aos 7 minutos contrapé bianconero com Emre Çan que entra na área e serve na segunda trave Cuadrado, o colombiano chuta colocado e consciente, mas Mirante voa para desviar para escanteio e salvar a Roma. O goleiro giallorosso se supera 10 minutos mais tarde, quando Dybala, na área depois de assistência de Ronaldo, chuta na segunda trave para encontrar a resposta retumbante do goleiro da casa. Aos 19’ é a  Juventus a estremecer quando Pellegrini, de dentro de direita, surpreende Szczesny, porém a bola resvala o travessão. Na meia hora de jogo se renova o duelo entre Dybala e Mirante com o argentino que desta vez vê seu arremate dos 11 metros ser desviado para a trave.

Florenzi-Dzeko e Roma Vai

A Roma regressa aos gramados com menos receios do que a primeira parte e começa a mostrar-se de forma consistente nos últimos 30 metros dos ‘bianconeri”. Aos 65 minutos, no entretanto, a equipe de Ranieri é surpreendida por um contra-ataque de Ronaldo, mas o gol do português foi anulado por impedimento (milímétrico). Dois minutos depois, com o pé, Mirante salva o chute de Emre Çan, enquanto no lado oposto El Shaarawy empenha Szczesny da entrada da área. O tempo passa, Allegri caminha nervosamente na área técnica, porque vê uma atitude de renúncia por parte da sua equipe e aos 79’ uma bela triangulação no limite da área entre Florenzi e Dzeko que permite  ao capitão giallorosso (que não marca desde 3 de novembro passado) apareçer na frente em Szczesny e e marcar com uma cavadinha. Em plenos acréscimos, a Roma amplia em contra-ataque com o recém entrado Under que serve Dzeko na área, e de chapa o jogador bósnio faz Szczesny erguer a bandeira branca pela segunda vez. Agora cabeça no Sassuolo esperando haver boas noticias do Allianz Stadium.

@AntonioFarinola

ROMA (433): Mirante, Florenzi, Manolas, Fazio, Kolarov, Zaniolo, Nzonzi, Pellegrini (67' Cristante), Kluivert, El Shaarawy, Dzeko

JUVENTUS (433): Szczesny; De Sciglio (84′ Alex Sandro), Caceres, Chiellini, Spinazzola; Emre Can, Pjanic (71′ Bentancur), Matuidi (84′ Cancelo); Cuadrado, Ronaldo, Dybala. A disp.: Pinsoglio, Del Favero, Barzagli, Pereira Da Silva, Kastanos, Nicolussi Caviglia Téc.: Massimiliano Allegri

Cartões: 51’Dzeko, 74’Emre Çan, 75’Zaniolo, 91’Kolarov

F I C H A
avatar
0
1
avatar

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM