P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XIV
ROMA
CULT
ULTRAS
2018/19
TOTTI
BLOG
News A Roma bate a Juve e mantém viva a esperança Champions (13)Romero nos acréscimos afunda a Champions giallorossa (32)Tudo fácil para a Roma: tris no Cagliari e quarta posição (38)El Shaarawy não é suficiente para Roma (37)Dzeko mantém viva as esperanças Champions (41)De Rossi decisivo, grande golpe Champions (66)A defesa de Ranieri derrapa mas não afunda (64)A redenção de Claudio Ranieri (43)Roma, passo em falso para a Champions: nova derrota com a Spal (72)Ranieri sorri graças a Schick e ao Var (58)
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Fellas Brasil
P R Últimos Tópicos
Boteco Giallorosso
Nainggolan
Ei?
LENDAS DO PR
Kovacic
P R Blog
P R Tirinhas
P R Portaland
P R Store
P R Sondagem
Porque a Roma não evolui
Total de enquetes: 9
Roma: Corrupção envolvendo a obra do novo estádio da Roma
Postado por: lupulus 13/06/2018 às 13:14

Dezesseis os investigados, dos quais 6 presos e 3 em regime domiciliar, dois integrantes importantes da administração da síndica de Roma Virginia Raggi co-envolvidos, um ex-assessor da Junta regional de Zingaretti, um sistema de corrupção encabeçado pelo construtor romano Luca Parnasi para facilitar o avanço do dossier da Roma em Tor di Valle. Isto, em síntese, o êxito da investigação “Renascimento”, coordenada pelo procurador Paolo Ielo e sua substituta Barbara Zuin conduzida pela polícia sob comando do coronel D’Aloia. Investigação expedida a bastante tempo sob os negócios da construtora Scarpellini, em seguida nas manobras de Marra, e finalmente direcionada sobre o grupo Parnasi.

AS MEDIDAS - O terremoto sacode Roma e a Roma as primeiras luzes do amanhecer, quando são expedidas ordens de prisão por medida cautelar. Ao grupo Parnasi, a começar pelo construtor que seria o chefe dessa organização, foram atribuídas antes de mais nada hipóteses de formação de quadrilha. Decisivas as interceptações ambientais recolhidas nos escritórios do grupo do construtor. As medidas cautelares os indiciados - diz o procurador Ielo - “é a parte mais forte desse sistema de corrupção”. Tudo obviamente, gira em torno do percurso burocrático que segue a construção do estádio em Tor di Valle. Aos interlocutores públicos foi solicitado uma intervenção em troca de dinheiro, facilitações e regalias para parentes. Nenhum integrante da AS Roma foi interrogado, mesmo se o presidente James Pallotta poderia ser chamado para fornecer alguns esclarecimentos.

CO-ENVOLVIDOS - Presos em regime domiciliar três nomes fortes da política romana e da região Lazio: o ex-assessor da Urbanistica Michele Civita (PD), no qual seria garantida regalias a favor do filho. O vice presidente do Conselho regional Adriano Palozzi (FI), no qual teria sido pagos faturas por prestações de serviços inexistentes no valor de 25 mil euros. O ex-consulente da Comune Luca Lanzalone, hoje presidente da ACEA, área 5 estrelas, que teria obtido encargos por seu estudo legal no valor de cem mil euros. O co-envolvimento de Lanzalone, que foi chamado no ano passado para desenrolar o dossier estádio e achar um acordo entre Campioglio e proponentes, abalou a Junta Raggi. Co-envolvidos inclusive o chefe de divisão M5S no Campidoglio, Paolo Ferrara, que teria obtido ajuda sobre outra obra em Ostia. E acabou no registro dos investigados também o conselheiro comunal da coligação partidária Forza Itália, Davide Bordoni.

E AGORA? - Tangente de dinheiro, promessas de cargos, avaliações com propinas: esses os métodos de corrupção emersos pelas investigações. “Uma corrupção sistemática, que surgiu em uma crescente - relembram os magistrados -, mas com pagamentos em determinados momentos de forma abrangente”. Efetivamente, um colaborador do grupo Parnasi, por algum tempo consultor do Milan para certificar uma área para o novo estádio, aprovou na administração de Milão o modelo corruptível, contatando um assessor que o re expediu ao emissor. O que acontecerá agora ao dossier estádio? Não é de competência de quem conduziu as investigações, mas o projeto será suspenso pela administração de Roma com um procedimento de auto-tutela. Suspenso, e não se sabe a que ponto reiniciará.

Fonte: Gazzetta dello Sport
P R Avalie
Portale Romanista Brasil © 2004