P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XV
FELLAS
FORUM
BLOG
TOTTI
RESENHAS
TIRINHAS
News Quem é Dan Friedkin?A Roma é de FriedkinDzeko alcança Volk e Roma a fase de grupos da UEL3 nomes para o pós PetrarchiZaniolo não é um caso e Dzeko não está descontenteZaniolo, do golaço ao abraço em ManciniMenos burocracia, mais agilidade para o Stadio della RomaCeres pede desculpa para Roma e Bruno PeresTítulo e gol sobre a Lazio, o pé de coelho de Totti
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Forum
Botéko Giallorosso
Venda da Roma
SEVILLA 2-0 ROMA
JUVENTUS 1-3 ROMA
TORINO 2-3 ROMA
Pretenções
ROMA 2-1 FIORENTINA
Salários
SPAL 1-6 ROMA
P R Blog
P R Tirinhas
Champions: Kluivert e o CSKA no destino
06/11/2018 às 09:43
Justin Kluivert tenta novamente. Sim, porque também estava no jogo do Olímpico contra o CSKA, Di Francesco decidiu empregar-lo desde o primeiro minuto. Depois no treino de definição uma luxação muscular no flexor o obrigou a ficar de fora. Não apenas pela Champions mas também em Nápoles. Voltou no sábado em Florença, onde jogou 35 minutos. Quase um rodízio em vista de Moscou. Amanhã certamente deverá tocar a ele novamente. No momento o holandês está a frente de El Shaarawy para completar o tridente ofensivo com Dzeko e Under. Um pouco porque o Faraó é cúmplice de uma queda de rendimento e má apresentação no Franchi, mas sobretudo porque há cinco jogos não repousa (Dzeko, considerando a Seleção, já são 9). O ex-Ajax já deixou sua marca contra o Viktoria Plsen, se tornando o mais jovem (19 anos e 150 dias) a ter marcado com a camisa giallorossa na Champions. Agora busca o bis. Normalmente Justin não é um que se impressiona. A um ano atrás, quando na Holanda lhe perguntaram se a concorrência de Neres e Younes lhe incomodava, replicou assim: “Medo? Jamais, apenas quando fiz o teste para habilitação”. Em holandês definiria “bluf’, termo que oscila entre arrogância e sabedoria da própria capacidade.

“EL BUITRE”

Justo aquela sensação que Kluivert proporciona naqueles vinte minutos contra o Torino, em seu debute pelo campeonato italiano. Que então é o que espera dele Di Francesco. Aos quais não passaram inobservados nas declarações de Paulo Sousa:

“Me agradaria treinar os giallorossi, nunca escondi - em entrevista para Sky - a minha marca é lutar para conquistar o campeonato, chegar até o fim na Champions e a Roma é uma equipe que poderia no meu caso. Não obtive porém contatos”

Permanecendo no tema línguas, na Espanha o definiriam “el Buitre” o abutre. E pouco importa se Sousa é português.
Fonte: Stefano Carina (Il Messaggero)
P R Avalie

Portale Romanista Brasil © 2004
uCoz