P R
Portale Romanista
Uma Fe' Que Nunca Tem Fim
ANO XIV
ROMA
CULT
ULTRAS
2018/19
TOTTI
BLOG
News Kolarov e Fazio relançam os giallorossi a -1 da quarta posição (20)Nicolò Zaniolo, assim em 7 meses para a Roma e o futebol italiano (54)Bis de Zaniolo, Adrian mantém vivo os lusitanos (41)Tudo fácil para os giallorossi em Verona (26)Zaniolo responde a Piatek, giallorossi protestam na Sul (40)Ultras abandonam a Curva Sul (32)Frustrado, mas não me demito (Di Francesco) (37)Furacão Chiesa sobre Di Francesco (35)Não me capacito, me torno louco (Di Francesco) (45)Roma chock, de 3 a 0 a 3 a 3 contra a Atalanta (36)
P R Alcatéia
ciao, visitante

Login:
Password:


Total Online: 1
Visitantes: 1
Membros: 0
P R Fellas Brasil
P R Últimos Tópicos
Boteco Giallorosso
Nainggolan
Ei?
LENDAS DO PR
Kovacic
P R Blog
P R Tirinhas
P R Portaland
P R Store
P R Sondagem
Porque a Roma não evolui
Total de enquetes: 7
Copa Itália: Não basta Schick
Postado por: lupulus 20/12/2017 às 18:07

A Roma já está fora da Copa Itália. No Olímpico, como no campeonato, contra a Lazio segunda-feira 11 de dezembro, vence o Torino e já está nas quartas de final esperando a ocasião de conhecer o adversário (o vencedor de Juventus-Genoa, em programa no Stadium): 2 a 1 com os gols de De Silvestri e Edera, mais o primeiro como giallorosso de Schick. Di Francesco exagera provavelmente com o turn-over, com 10 novidades na formação inicial que venceu o Cagliari no último sábado, mas no final paga o terceiro pênalti não convertido nesta temporada: Milinkovic rebate, sobre o 2 a 0 para os granata, o chute de Dzeko que, não obstante estava em campo Perotti, decidiu se apresentar na marca para cobrar.

FRAGILIDADE EVIDENTE - A prestação da Roma é no entanto decente. No primeiro tempo, sobre o 0 a 0, El Shaarawy acerta o travessão e a base da trave na mesma conclusão; no segundo tempo Schick, com um giro de cabeça acerta a trave. No mais, além do pênalti não convertido, constrói diversas chances, desperdiçadas sobretudo por Under, as também por Schick, El Shaarawy e Dzeko. O nocaute, porém, não depende das ocasiões desperdiçadas de gol quanto da linha defensiva inédita, com cinco diferentes jogadores jamais colocados juntos: diante de Skorupski, Peres, Jesus, Moreno e Emerson, este último primeira vez como titular e ainda não ao top no que diz respeito a condição física. Grande sofrimento na primeira parte em bolas inativas, com Skorupski protagonista, e no segundo tempo com os contra-ataques, com posicionamentos muitas vezes descompactados e movimentos aproximativos. 

REAÇÃO SEM SUCESSO - Com o ingresso de Perotti e Pellegrini, e saídas de Under e Gerson, os giallorossi conquistaram a metade do campo adversário. E logo em seguida, porém, o gol de Edera, cabeçada em um acompanhado contra-ataque de Berenguer, medida acertada de Mihajlovic que o colocou no lugar de Niang. O erro de Dzeko, em campo no lugar de Strootman, penalizou Di Francesco, convencido de pelo menos tentar chegar aos suplementares. Inclusive com a formação de escolta. Porque, agora se pode dizer: privilegiou o campeonato, sacrificando a Copa Itália. Sábado o espera o jogo direto contra a Juve em seu estádio.

Fonte: Il Messaggero
P R Avalie
Portale Romanista Brasil © 2004